O sistema de controle de estoque em Shoppings, apesar de funcionar com processos parecidos a de empresas vendedoras, tem uma especificidade que exige atenção especial: uma logística digna de um varejista, mas para uso interno, com rotatividade e controle.

Você sabia que é possível facilitar e automatizar esse controle utilizando um módulo de controle de estoque integrado a seu sistema de gestão? Veja por que adotar um no seu Shopping Center.

Integração entre sistema de controle de estoque e suprimentos

Uma das origens mais importantes de eficiência e economia em empresas como Shoppings está na otimização de processos e operação — como diz o ditado, fazer tudo “funcionar como um relógio”.

Quando falamos de estoque para uso interno, o controle maior da empresa precisa estar na sua gestão de suprimentos: quantos itens estão disponíveis, quando irão acabar, quando é preciso comprar mais.

Também há a logística do próprio estoque, que precisa facilitar a distribuição desses suprimentos em toda a extensão de um negócio que se caracteriza por exigir mais espaço físico.

O controle de estoque é um módulo para automatizar, unificar informações e facilitar a visão do gestor sobre seus suprimentos. É o tipo de ferramenta que impacta diretamente nos gastos da empresa.

Controle de uso por todos os setores

Outra vantagem desse tipo de solução é não só monitorar o volume do estoque, mas também como ele está sendo utilizado.

Com o controle facilitado de informações como frequência de saída e destino de suprimentos, o administrador entende quais áreas do empreendimento estão gastando mais do que precisariam — ou, pelo contrário, têm sua produtividade limitada pela falta de algum produto.

Esse é o primeiro passo para um redesenho de processos que corte desperdícios e otimize a distribuição do estoque. Um ganho que pode parecer pequeno no dia a dia, mas que se soma em uma grande diferença no fim do mês.

Geração automática de compras

Uma das piores consequências de um controle ruim de estoque é a falta constante de produtos para a produtividade. Até pouco tempo atrás, isso só era solucionado com muito tempo de planejamento e ajustes do gestor para nunca deixar qualquer item faltar.

Com um módulo CE, até essa etapa do estoque pode ser automatizada. O software é programável para que faça um pedido de compra automaticamente quando qualquer produto atinge um nível mínimo estocado. Isso garante o fornecimento contínuo e diminui o seu trabalho em questões secundárias de administração.

Integração com dados financeiros

Quando o seu estoque para distribuição interna impacta no orçamento do mês? É possível utilizar esse controle para economizar ou aumentar o retorno em produtividade? Será que existe uma alternativa mais barata a um item que economize sem impactar no funcionamento do Shopping?

Essas perguntas todas podem ser respondidas facilmente quando o estoque é integrado de fato ao setor financeiro. Essa é a grande sacada de um ERP modular especializado.

Você acrescenta à sua gestão um sistema de controle de estoque e ele imediatamente passa a compartilhar informações com módulos financeiro e de operação. Quanto mais esses dados se relacionam, mais poder você tem sobre a capacidade produtiva e lucrativa do seu Shopping.

Que tal então ter algo do tipo no seu negócio? Venha conhecer o Ease Controller.net, um ERP especializado em Shopping Centers — e desenvolvido pelo Grupo Ease — com um módulo dedicado para o controle de estoque!

Post relacionado

Comments are closed.