E-book ERP para Shopping - blog grupo easePowered by Rock Convert

Um dos maiores desafios enfrentados pelos gestores na administração de qualquer empresa é a gestão de suprimentos. Como otimizar os processos evitando perdas e prejuízos ocasionados por más decisões?

Diversos fornecedores, uma logística complexa, entre outros itens, devem ser controlados com exatidão para garantir a otimização dos processos — o que demanda boa parte do tempo de um administrador.

Neste post, mostraremos para você quais são os principais desafios encontrados na gestão de suprimentos e quais as atitudes que podem ser tomadas para enfrentá-los. Continue conosco e tenha uma boa leitura!

O que é a cadeia de suprimentos?

A cadeia de suprimentos é toda a logística criada por empresas entre si para realizar a entrega de determinado produto ou serviço ao seu cliente. Isso pode incluir todo tipo de relação entre uma série de organizações, passando por fornecedores de matérias-primas, indústrias, estoques, transportadoras, lojas de varejo e diversas outras empresas até que acabe por alcançar o cliente.

Todo esse conjunto logístico é o que chamamos de cadeia de suprimentos e a depender do ramo de atividade de uma empresa ele pode ser mais ou menos complexo, porém, independentemente disso, a sua gestão é um desafio.

A importância da gestão de suprimentos

Todas as relações descritas devem ser controladas de forma a atender as expectativas, e evitar atrasos e perdas ocasionados por uma má administração. Para que a gestão de suprimentos conte com processos otimizados e adequados é necessário aplicar alguns princípios de gestão.

Desse modo, aplicar os métodos de controle e contenção facilita a administração dos recursos e, consequentemente, a visualização de gargalos que estejam prejudicando a operação — como rotas ineficientes ou um estoque desorganizado.

Quais são os principais desafios?

Hoje, a simples entrega de qualidade não é mais considerada como um diferencial por boa parte dos consumidores. Por isso, um gestor eficiente é aquele que visualiza, em todos os processos, uma oportunidade de destaque para a empresa.

Dessa forma, melhorar a dinâmica da gestão de suprimentos, estando atento a todos os atuais desafios enfrentados pelo setor, pode funcionar como um maximizador da experiência positiva do cliente. Vamos listar alguns dos principais questionamentos enfrentados hoje. Acompanhe!

Integração de equipes

Toda a cadeia logística é composta por diversas etapas que se complementam e cada uma dessas fases pode ser de responsabilidade de uma equipe diferente (que pode ou não ter contato com as demais).

Assim, o controle total da cadeia de suprimentos só será possível quando o gestor tiver um acesso irrestrito sobre todas as informações, e as equipes puderem consultar seus dados mutuamente para garantir um bom funcionamento dos processos.

Monitoramento de resultados

A eficiência de qualquer processo só pode ser medida caso o gestor possa visualizar os resultados de determinado período. E, para que tal ação possa ser realizada, é necessário contar com o auxílio dos indicadores de desempenho.

Para que o administrador possa realizar uma análise completa sobre cada um dos processos que compõe a cadeia de suprimentos, é necessário que ele defina e providencie quais são os indicadores necessários para que essas informações sejam colhidas regularmente.

Gestão de tempo de transporte e distribuição

O transporte em si é um problema. Em nosso país, o mais comum é que se use o meio rodoviário. Porém, as estradas não são adequadas e o trânsito também pode causar atrasos e perdas indesejáveis.

Portanto, a melhor forma de trabalhar sobre essa dificuldade é criar um bom planejamento, que já conte com margens de atraso e perdas para que não haja surpresas durante as entregas.

Flexibilidade

Outro problema comum é a falta de flexibilidade presente na cadeia de suprimentos de muitas empresas. Alguns gestores não se preocupam em buscar alternativas a seus fornecedores atuais e, caso algum problema ocorra, eles acabam sem apoio.

Por isso, é preciso buscar pela flexibilidade, moldando toda a cadeia de suprimentos de acordo com os desafios atuais e as novas demandas apresentadas pelos clientes, como um menor prazo de entrega.

Relacionamento com os fornecedores

Os fornecedores são parte essencial da cadeia de suprimentos — é por meio do auxílio e dos bons serviços prestados por eles que sua empresa poderá atender as demandas apresentadas pelos seus clientes.

Dessa maneira, fechar contratos com clareza, especificando, com exatidão, quais são as responsabilidades e obrigações de cada um, facilita e melhora esse relacionamento — o que pode significar em uma parceria de longo prazo.

Controle de estoque

Outro ponto fundamental para que a cadeia de suprimentos possa funcionar de forma otimizada é o controle de estoque. Um armazenamento desorganizado e mal implementado ocasiona perdas de insumos e produtos — e, consequentemente, prejuízos para a sua empresa.

A solução ideal é trabalhar com um estoque organizado e mínimo, pronto para atender demandas urgentes, porém, sem grandes quantidades para evitar possíveis desperdícios.

Qual é a solução, afinal?

Como você pôde observar, são inúmeros os desafios apresentados para que a gestão de suprimentos possa ser otimizada e entregar resultados satisfatórios. Por isso, é necessário buscar por uma solução de apoio que auxilie o gestor a enfrentar todos os problemas que podem ocorrer.

Desse modo, a tecnologia pode se apresentar como uma opção viável para que o administrador possa realizar todas as suas atividades de controle da melhor forma possível. O sistema de ERP, Enterprise Resource Planning, por exemplo, é um software de integração entre os setores da empresa e otimização do fluxo de informações.

Entre os seus diversos recursos está o Módulo SM – Suprimentos, com o qual você pode realizar um controle eficaz sobre todos os processos da cadeia de suprimentos desde a cotação até a entrega final dos itens, colhendo dados relevantes que podem ser utilizados como subsídio para a tomada de decisões estratégicas para o negócio.

Além disso, por meio da integração direta com os Módulos PO – Planejamento Orçamentário, CP – Contas a Pagar e CE – Controle de Estoque, o gestor pode ter acesso a um banco de dados centralizado com indicadores para o acompanhamento da eficácia de suas rotinas da cadeia de suprimento e melhorar toda a sua gestão.

Esperamos que, ao finalizar a leitura deste post, você possa ter entendido quais são os principais desafios enfrentados pelos gestores para manter uma gestão de suprimentos eficiente e que a solução ideal é a adoção de um software ERP.

Gostou do nosso post sobre a gestão da cadeia de suprimentos? Então, curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma de nossas publicações por lá!

Solicite Demonstração - blog grupo easePowered by Rock Convert

Escreva um comentário